Importante para a Saúde

Leia com Atenção
Morreu Orlando. Brilhante advogado e pai da modelo Daniela
Sarahyba, numa situação absolutamente igual ao que se vem repetindo, com freqüência dolorosa.

Ele tinha uma casa e uma lancha em Angra. Ao sair na lancha com amigos, num domingo, levou na geladeira da embarcação latas de cerveja e refrigerantes.

No dia seguinte, 2a. feira, estava internado numa UTI e morto na 4a. feira.

Ele era um atleta, adorava a vida, que a vivia com intensidade.

O exame cadavérico atestou leptospirose fulminante contraída na lata de cerveja que ele havia tomado, sem copo e sem canudo, no barco.

O exame das latas atestou que estavam infestadas de urina de ratos,consequentemente de leptóspiras.

MUITO CUIDADO !!!

AVISO AOS CONSUMIDORES DE BEBIDAS EM LATA:

Toda vez que comprar uma lata de refrigerante, tome cuidado de lavar a parte de cima com água corrente e sabão, se possível, use canudo.

Aqui em casa, é obrigatório lavar as latas com desinfetantes mesmo as que vão à geladeira.

Uma amiga da família morreu depois de beber uma soda em lata.

Provavelmente ela não limpou a parte superior da lata antes de beber, e a lata estava suja com urina de rato seca, que contém substâncias tóxicas e letais, inclusive leptóspiras, causadoras da leptospirose.

Bebidas em lata e outros alimentos enlatados ficam guardados em armazéns que geralmente estão infestados de roedores , e posteriormente são transportados para as lojas de venda sem a devida limpeza

Complementando:

Uma pesquisa do INMETRO confirmou que a tampa da latinha do refrigerante é mais poluída que um banheiro público.

Segundo essa pesquisa, a quantidade de vermes e bactérias era tão intensa que eles sugeriam que se lavasse a tampa da latinha com água e sabão" .

Dr. Fabio Lopes Olivares
Setor de Citologia Vegetal
Laboratório de Biologia Celular e Tecidual (LBCT)
Centro de Biociências e Biotecnologia (CBB)
Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF)
Av. Alberto Lamego, 2000 - Horto 28015-620 - Campos dos
Goytacazes(RJ)
Tel: (24) 726.3838 / Tel(fax): (24) 726.3714

Por favor, encaminhe este aviso às pessoas com quem você se preocupa.

  2003 - Nova Era